terça-feira, 24 de setembro de 2013

Não acabem com a mata


Eu tenho que comentar
Embora ninguém possa resolver
O que neste bairro
Está a acontecer...Que poxa...
Hoje eu notei que estão capinando
o Campo do Gericinó
Aqui onde o exercito fazia
Exercícios e excursões...
Isso me dá uma tristeza e dó...
Pois aqui tínhamos
Plantações de Eucaliptos
E no meio uma lagoa existia
Um dia começaram assim
E o Bangu 1 foi feito
E depois não satisfeitos
Fizeram o Bangu 2, 3 e 4
E incrível não vejo ninguém
As arvores lindas repor
Onde está esse amor
Onde está o retorno
que a natureza se deve dar?
O bairro era pequeno
Hoje é quase uma pequena cidade
Só não gosto da maldade
Que fazem por aqui
Só espero que não matem
O pé de Jequitibá
Que no meio da rua nasceu
Quando não tinha nada por lá
Ai a briga vai ser feia
Vou gritar pelos pulmões
Até não aguentar
Mas ninguém vai tombar
A linda arvore faceira
Que veio lá dos montes
no bico de um sabiá...
Hoje eu fui premiada
Pois até miquinhos eu vi
Como acabar com a mata amada
Deixa por favor a terra assim!!!!!

Ana/M

Nenhum comentário:

Postar um comentário